MEU PRIMEIRO COSPLAY: por onde começar?


Olá leitores!
Ao decidir no começo do ano que irei para a CCXP em São Paulo, evento que irá ocorrer entre os dias 6 à 9 de dezembro, automaticamente também tomei a decisão de fazer  pela primeira vez um cosplay. Confesso que no começo pareceu, até para mim mesma, uma loucura. Como eu escolheria a personagem perfeita para estrear nessa arte? Onde eu conseguiria comprar a roupa e possíveis acessórios? Eu mandaria fazer ou encontraria em lojas convencionais? Que tipo de vestimenta seria mais adequado para um local fechado e cheio de pessoas? E, o que mais martelou em minha cabeça (e ainda martela), eu seria reconhecida pelos outros?

Essas e muitas outras dúvidas cercaram minha mente e ainda me atormentam à noite. Ainda tenho medo de fazer um cosplay e não conseguir passar tudo que a personagem expressa. Ou não ficar parecida o suficiente para agradar aos outros e a mim. Ainda é muito difícil não pensar nessas questões e me sentir apta para tal tarefa, mas estando com tudo pronto apenas à espera do evento decidi que seria importante dividir com vocês a minha experiência. E começo com esse post dizendo por onde você pode começar um cosplay, caso também seja a sua primeira vez e você se sinta perdido, assim como eu.
Reprodução: Google
1. Escolha o seu personagem preferido.
Não escolha um personagem porque a roupa será mais fácil de encontrar/fazer; não escolha um personagem porque, aparentemente, combina mais com o seu porte físico ou cor de pele; não escolha um personagem porque alguém disse que é o melhor para você começar. Escolha o seu personagem preferido. Independente de peso, cor de pele ou até mesmo da mídia a qual você representará.

Eu, por exemplo, escolhi a Chloe Price, do game Life is Strange, representada na imagem acima. Conheci a história no ano passado e me senti completamente imersa e cativada pelas personagens. Chloe foi quem me despertou mais identificação, por isso a escolhi. Não tenho o mesmo porte físico dela, muito menos um cabelo curto azulado e seus traços faciais. Porém eu gosto tanto da personagem que esses pormenores não são empecilhos para a minha caracterização (e também não devem ser para a sua). Por isso não se prenda à padrões ou comentários de terceiros. Faça cosplay daquele personagem o qual você mais se identifica na personalidade e que, com certeza, será mais natural interpretá-lo.

2. Comece pelas compras que irão demorar a chegar.
Muitas pessoas já estão acostumadas a comprar em sites internacionais, como por exemplo o Aliexpress, portanto procurar peças para o seu cosplay por lá podem sair mais baratas e vantajosas do que em lojas brasileiras. Porém é sempre bom lembrar que as entregas internacionais variam entre dois meses ou mais para chegar ao seu destino nacional, e por isso devem ser pedidas com antecedência para não ocorrer possíveis infortúnios. Pesquise os melhores preços, as lojas com melhores avaliações e comentários, e então faça a sua compra com meses antes da data do evento. Assim não corre o risco de não chegar e ter que correr atrás nos últimos minutos.

Comigo foi diferente, pois não comprei nada em sites internacionais. Não por falta de confiança, pelo contrário, já até comprei vários itens no Aliexpress (alguns chegaram, outros não). Mas, sim, porque queria ter tudo logo em mãos. E aqui vai outra dica importante e confiável para as compras: procure grupos no Facebook sobre vendas relacionadas à cosplay. A minha peruca, que é curtinha e de um tom específico de azul, foi comprada através de uma garota em um desses grupos. Teve um preço acessível e um ótimo retorno na hora de tirar dúvidas com a vendedora. Aqui vão duas dicas desses grupos, o Venda:Cosplay,Acessórios,Perucas,ect... e o Venda de Cosplays (2.0).

3. Se precisar, faça ajustes ao seu cosplay.
Não encontrou aquela única peça que está faltando para deixar o seu cosplay completo? Então, não esquenta a cabeça. Faça-a ou não use-a. Você não precisa se preocupar em ficar 100% igual a sua personagem. Você tem todo o direito de modificar uma peça, tirá-la ou até mesmo acrescentar outra. Por mais que você esteja seguindo um padrão, não conseguir todos os itens necessários para a vestimenta não lhe fará ser ruim. Siga o seu próprio padrão.

No meu caso eu modifiquei alguns aspectos da Chloe. Minha bota não é cano longo como a dela; minha calça jeans não é identicamente rasgada e com o detalhe de pano igual a dela; a Chloe tem olhos claros e eu não usarei lentes, mesmo que meus olhos sejam castanho escuro; e não consegui uma maneira para reproduzir a tatuagem no meu braço. Por esses motivos serei a minha própria Chloe Price e isso não me incomoda.

4. Seja a personagem!
Sempre quando peço um conselho para uma pessoa que faz cosplay profissionalmente a mesma frase surge: encarne o seu personagem. Nada é mais importante do que isso. A sua armadura perfeita e reluzente, os acessórios idênticos e até mesmo, para alguns, a face extremamente parecida não serão suficientes caso você não se "vista" intimamente como o personagem. Interprete o personagem. Seja o personagem. Pois agora você o é.
Assim como você que caiu de paraquedas nesse post, eu também sou iniciante no mundo de cosplays. Pesquisei, conversei com profissionais e amadores, recebi dicas e aceitei tudo de braços abertos. Hoje posso dizer que estou com o meu cosplay prontinho dentro do armário apenas esperando o dia épico que está tão próximo. Ainda tenho dúvidas e anseios. Minhas pernas tremem ao lembrar que serei a Chloe por dois dias. E então vem a ansiedade e a insegurança. Mas tento não pensar nisso e focar apenas em poder viver na pele de uma personagem que tanto admiro.

Caso você vá para a CCXP, eu estarei no evento nos dias 8 e 9, sábado e domingo. Se quiser encontrar comigo, tirar uma foto e, de quebra, ganhar um big marcador do blog, basta me mandar uma mensagem no Instagram, no Facebook ou deixar a sua rede social aqui nos comentários. Vai ser épico encontrar com todos vocês!


Faça sua compra na Amazon através do nosso link (clique aqui) e ajude o blog a manter-se ativo. Sem taxas ou inclusão de valores, você estará nos ajudando a continuar trazendo conteúdo.
Me acompanhe nas redes sociais:

CONVERSATION

2 comentários via Blogger
comentários via Facebook

2 comentários:

  1. Adorei essas dicas.
    Nunca fiz cosplay, mas namoro um cosplayer. Por isso acompanho todo o processo e ajudo nos eventos e nas fotos. Meu namorado foi cosplay oficial da Nintendo em um ano e admiro demais quem está nessa área.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Clay! ♥
      Seria meu sonho ser cosplay oficial da Chloe? Hahahaha. Minha vontade de me arriscar nessa arte veio justamente por conta da minha admiração pela mesma. Acho lindo!

      Excluir

Sponsor