A Rachel, Monica e Phoebe que há em todas nós


Olá leitores!
Para os fãs da série Friends ou aqueles que assistem ao seriado em suas horas vagas, ou ainda qualquer seriador que tenha sua série preferida, sempre há um personagem o qual a identificação é forte, independente do sexo ou qualquer tipo de característica física e/ou pessoal.

Nesse caso específico de Friends, temos 10 temporadas utilizadas para construção de personagem, e posso dizer que a evolução pessoal e profissional de cada um se assemelha com grandeza aos obstáculos do nosso dia-a-dia e nossa evolução como pessoa. Talvez por isso eu goste tanto dessa série, pois além de explorar a amizade de 6 adultos diferentes entre si ao longo de anos, é possível notar a cada temporada a mudança que ocorre no íntimo dos personagens, dando assim um ar mais real a trama e sendo a identificação mais fácil de acontecer.

Querendo ou não, sempre tem aquele personagem, entre vários, que mais chama a sua atenção, seja por causa da personalidade ou gostos em comum. Eu, particularmente, tenho a minha Friends queridinha (que se classificaria melhor como queridinho), porém, nutro um carinho especial pelas três mulheres principais do elenco e posso dizer que me identifico um pouco com cada uma, e hoje direi o porquê. Afinal, acredito que há um pouco da Rachel, da Phoebe e da Mônica dentro de cada uma de nós e que devemos deixar esses lados nutrirem e frutificarem.


Reprodução: Google
Para aquelas que ainda estão descobrindo a fase adulta e lutando para conquistar a sua liberdade, temos a Rachel como representação exata de como essa mudança pode ser difícil, mas gratificante no futuro. Rachel Green pode parecer boba no início e até mesmo inocente, porém, ao decorrer do seriado a personagem se sobressai e conquista o seu espaço no mundo. Aos poucos vai se descobrindo no ramo profissional que mais lhe agrada, o da moda, e alcança o ápice em sua profissão, realizando um trabalho que encaixa-se em seus sonhos. É inevitável que, querendo ou não, todas nós passemos por um momento Rachel Green em nossas vidas profissionais e, com sorte, descobrimos o que mais combina conosco e nos faz feliz profissionalmente. Por isso, se você se sente perdida por ainda não saber o que fazer futuramente ou com o que trabalhar por prazer (e menos por obrigação), não se sinta culpada por esse sentimento, pois o seu caminho de descoberta é longo, porém gratificante ao final. Além de seu crescimento profissional, também é perceptível que a mesma evoluiu como pessoa, amiga e mulher. Uma evolução por qual todas nós passamos um dia.

Nem todas nós sabemos cozinhar (ou gostamos de realizar essa tarefa), mas é incontestável dizer que a Monica Geller está enraizada dentro de cada uma de nós. A Monica é obcecada por limpeza e arrumação, e mesmo que as nossas variadas manias sejam diferentes da dela, acredito que você também tem alguma que lhe deixa obcecada caso dê errado. Porém, embora isso seja natural em nós humanos, essa não é a única semelhança que nutrimos com a personagem, pois a queridinha Geller vai muito além de suas manias e sei que você também! Ela é determinada, objetiva e possuidora de suas escolhas. Por mais que tenha que lidar com inúmeras desilusões amorosas e com uma mãe a qual prefere o filho mais velho, Monica batalha para conseguir o que quer e corre atrás do que mais deseja: casar e ser mãe. Está tudo bem se você não quer ter filhos, mas também está tudo bem se esse é o seu desejo. Isso não fará de você menos independente e nem menos dona de si. Assim como a Monica, ansiar pelo desejo e ter a necessidade de encontrar alguém que a ame e que desfrute da responsabilidade de criar uma criança é algo que vem de você, e apenas você poderá realizar as suas vontades e sonhos. Por isso, seja mais Monica e corra atrás, sem pensar em desistir ou sem se sentir inferior aos outros. Apenas seja você e tudo virá.

Se forçarmos a pensar ainda um pouquinho mais, poderemos chegar no espírito Phoebe que levamos dentro de nós (ou ao menos devemos). Phoebe Buffay é sonhadora, encantadora e diferente à sua maneira, sempre reforçando a ideia de que ser "normal" é apenas ser você mesma, sem se importar com opiniões alheias ou com o padrão ideal imposto pela sociedade. Termos esse espírito nos guiando e mostrando que a nossa diferença é o ponto mais especial que há dentro de nós, é termos o essencial para sermos feliz. A Phoebe é uma pessoa que sofreu muito durante a infância e adolescência, sofreu com o suicídio da mãe e cresceu sem saber quem era o pai. A personagem é o exemplo perfeito de como devemos crescer, lutar e rir dos problemas e dificuldades, pois é através do bom humor que destruiremos barreiras e pensamentos negativos que podem nos consumir até não sobrar nenhum pedaço de nós. Phoebe nos ensina a colocar para fora o que somos de verdade, sem deixar espaço para o medo da rejeição ou para o medo de falhar. Siga o seu coração e tudo ficará bem, inclusive você.


Reprodução: Google
Sabemos que cada uma delas tem a sua característica especial e que a difere das demais, porém não podemos deixar de mencionar o poder que exala dessas três amigas quando estão juntas. A amizade que as envolve é uma amizade inspiradora e desejada por muitas pessoas. Afinal, como não querer ter amigas tão especiais e essenciais em nossas vidas? Amigas que estão ali do nosso lado para o bem ou para o mal, sempre com conselhos, abraços e cookies. É o tipo de amizade que todas nós merecemos ter.

Não se preocupe e não fique triste caso você tenha lido o post até aqui e não tenha encontrado nenhuma semelhança entre você e elas, às vezes o problema deve estar não em você, mas sim na cobrança que você faz em cima de si mesma. Por isso, não se preocupe em se procurar em outras personagens, a identificação com elas vem com o tempo e naturalmente, sem se esquecer que em primeiro lugar vem você.

Deixo aqui a série Friends como indicação para todos que ainda não deram uma oportunidade e/ou para aqueles que só estavam esperando um "empurrão". Você pode maratonar todas as temporadas pela Netflix ou até mesmo na hora do almoço pelo canal da Warner. Que tal conhecer mais personagens femininas nesse mês tão especial e inspirador? Deixe a Rachel, a Monica e a Phoebe que há em você transbordar.


Me acompanhe nas redes sociais:

CONVERSATION

14 comentários via Blogger
comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Friends é uma série que já vi alguns episódios, mas que ainda não animei para poder realmente assisti-la do inicio ao fim. Gostei da ideia do post e concordo realmente todos nós temos um pouco da três uns mais que outros.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico tão triste quando vejo alguém dizer que ainda não se sentiu atraído para assistir Friends, pois é uma das minhas séries preferidas e tem um dos elencos que mais admiro. Mas, quem sabe, um dia essa vontade "caiu" sobre você, né? Espero que isso aconteça logo, hahaha.

      Excluir
  2. Eu devo ser uma das poucas pessoas no mundo que assistiu um pouquinho de Friends e não curtiu muito hahahaha mesmo assim, vi como todos os personagens são tão únicos e individuais, não dependem de outros para existirem e terem suas histórias desenvolvidas. Com seu texto, pelas descrições, acabei percebendo características de várias amigas e mulheres ao meu redor. Realmente, são personalidades que se transformam e inspiram muita gente. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredite, não são poucas pessoas que não gostam de Friends. Ou você ama, ou você odeia. É sempre assim, hahaha. Mas fico feliz que tenha visto um lado bom no meu post e que isso tenha feito você reparar ainda mais nas moças da sua vida.
      Obrigada pela visita e pelo comentário! :D

      Excluir
  3. Olá
    Eu amo Friends. Pra mim é a melhor série da vida. Eu me identifico muito com a Mônica, principalmente por conta da neurose com arrumação e limpeza. Sou bem assim. Claro que tenho um pouco das outras duas também, mas me identifico mais com a Geller. Achei muito legal seu post.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lary!
      Por mais que eu ame as três, admito que não consigo me ver totalmente em apenas uma. Acho que sou um pouquinho de cada, nem que seja em detalhes mais simples. Mas, atualmente, estou numa vibe bem Rachel da 1º temporada, começando a entrar na "fase adulta" e descobrindo as responsabilidades.

      Excluir
  4. Oi Thainá, tudo bem? Que post mais criativo. Achei bem legal a sua maneira de analisar os personagens. Faz pouco tempo que comecei assistir essa série mas confesso que acho bem divertida. O que dizer do talento da Mônica na cozinha? Queria entender de comida como ela (risos). A Phoebe também é incrível, o jeito sonhador dela, alegre e sempre falando com naturalidade. A Rachel é a mais fashion amo o jeito dela de se vestir. Beijos da corujinha, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Érika! Obrigada pelo comentário! Fico muito feliz em saber que você gostou da ideia do post e assim posso explorar assuntos semelhantes sem ter medo de estar indo por um caminho que não agrade.
      E sim, eu também gostaria de ter o talento da Monica. Quem me dera saber cozinhar tão bem quanto ela, será que isso é possível? Hahahaha.

      Excluir
  5. Um ótimo post pra quem é fã da série.
    Eu nunca assisti nenhum episódio, acredita?
    Mas ultimamente, não sei quantos mil anos depois do fim da série, tenho sentido vontade de assistir.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Espero que o post alcance os fãs!
      Há uns 5 anos eu comecei a assistir a série em episódios avulsos, só porque me fazia rir. Quando peguei para maratona-la e assisti-la na ordem, me apaixonei! Indico que faça o mesmo e se deixe ser conquistada pelos personagens.

      Excluir
  6. Nunca consegui acompanhar Sitcons como Friends, mas é evidente que os personagens desse tipo de série possuem muito desenvolvimento e foram feitos para se aproximarem e conquistarem seu espectadores.

    Bites!

    Tary Belmont

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Afinal, em uma série que tem 10 temporadas e inúmeros episódios os personagens acabam se tornando tudo, a alma da história e a maneira mais fácil de se conquistar fãs. Acho que é por isso que Friends conquistou e ainda conquista muitas gerações.

      Excluir
  7. Acho que sou uma das únicas que nunca assistiu a série e nem se interessou por ela, sei lá, nunca chegou de me atrair e olha que gosto de clássicos, séries antigas, mas até o momento, mesmo Deus e o mundo falando dela não me atrai a ver.
    http://www.kammykrysthin.com/
    Xoxo

    ResponderExcluir

Sponsor