19 de abril de 2016

Da vida real para a ficção: 11.22.63

Foto retirada do Google
O professor do ensino médio Jake Epping (James Franco) viaja de volta no tempo para prevenir o assassinato do presidente John F. Kennedy. Porém, sua missão é ameaçada por Lee Harvey Oswald, pelo próprio passado que não quer ser modificado e pelo fato de ele se apaixonar.
Olá leitores!
Hoje vim indicar e falar um pouco de uma minissérie que assisti e adorei. Ela foi finalizada há umas duas semanas atrás, então, preferi terminá-la e ter opiniões concretas antes de falar qualquer coisa. Até para ter uma noção maior de autenticidade ao livro e para poder comentar com mais certeza. Acompanhei a minissérie 11.22.63 e vim dividir com vocês quais são as minhas impressões e opiniões. 
11.22.63 é baseada na obra "Novembro de 63" do Stephen King. Sou fã do King e essa obra foi o meu segundo contato com o autor, se tornando um dos meus livros preferidos dele (então, imaginem o meu medo quando eu soube que teria adaptação, fãs do King entenderão). Quanto a minha experiência durante a leitura, eu apreciei bastante e desfrutei-a por completo. A história me cativou de um jeito impressionante, e mesmo sendo um livro até grandinho, eu terminei bem rápido (eu leio um pouco devagar). Se você ainda não teve a oportunidade de ler, eu recomendo que tire um tempinho e dê uma chance, pois vale a pena. Pretendo reler o mais breve possível, então podem esperar que também farei uma resenha do livro.


Foto retirada do Google
Agora vamos falar da adaptação!
É uma minissérie composta apenas por uma temporada de 8 episódios (pra fazer uma maratona rapidinho, aproveita o feriado dessa semana e se joga!). Admito que o único pensamento que tive foi de que eram poucos episódios para muita história, porém, me enganei. E fico feliz em dizer isso. Não é ótimo quando você tem pensamentos negativos e então vêm uma jorrada de coisas boas para afundá-los? Me senti assim.
James Franco fará o papel do nosso querido personagem principal Jake Epping, ou Jake Amberson, como queiram chamá-lo. Ele recebe a missão de voltar ao passado e impedir o assassinato do presidente Kennedy, pois na visão do amigo que lhe pede esse favor o futuro dos Estados Unidos seria diferente e melhor. Jake aceita o desafio, porém, sua volta acontece no ano de 1960, ou seja, três anos antes do ocorrido. Durante esses anos ele terá que planejar, se estabilizar e conseguir as provas concretas sobre o assassino para assim combater o assassinato do presidente. Ele então cria uma vida no passado, encontra um trabalho como professor, cria vínculos de amizade e até vive um amor. Porém, nem tudo será tão fácil como ele imagina, pois o passado não quer ser alterado e fará de tudo para impedir o nosso protagonista.
Agora falando um pouco sobre o ator que interpretou o Jake. Muitas pessoas não gostam do James Franco ou têm uma opinião negativa sobre ele. Pensam que ele é um ator de comédia e que só sabe fazer papel nesse estilo, eu mesmo tinha esse pensamento e via ele apenas como um ator de comédia, mas não é verdade. Franco é muito mais do que isso. Ele consegue se expressar muito bem e passar uma imagem real do personagem. O Jake fisicamente que imaginei durante a leitura não tinha nada de parecido com o ator escolhido, porém, Franco conseguiu entrar na pele do personagem e ser o Jake do livro. Pra mim, agora será difícil reler a obra e não imaginar o James Franco. Para confirmarem o que eu disse sobre a atuação dele, assistam A História Verdadeira. É um filme que envolve drama e suspense, e além da atuação maravilhosa do James, você também verá um lado diferente do Jonah Hill (aquele outro ator que também é considerado ator só de comédia).

Essa adaptação foi uma das mais completas que eu já assisti. Alguns de vocês já devem ter ouvido falar ou até tenham a mesma opinião que muitos fãs sobre as adaptações de obras do King, que são: geralmente elas não prestam. Eu até gosto de algumas, e como outros poucos a que menos me agrada é o filme O Iluminado dirigido pelo Kubrick (pode até ser um clássico, porém, não gosto, não me matem!). É como se nenhuma adaptação conseguisse passar a essência das histórias do King. Pelo menos não por completo. Mas, posso dizer que essa chegou bem perto e até arrisco em dizer que conseguiu.
Claro que não poderíamos esperar menos do produtor J. J. Abrams (aquele nerd que fez o lindo Star Wars VII) e do próprio Stephen King, que estavam por trás da produção. Com certeza essa foi uma adaptação que levou um certificado de aprovado pelo Mestre (diferente daquela do Kubrick, cof cof).
Os detalhes são representados fielmente. Os atores que fizeram o par romântico tiveram uma química ótima e conseguiram passar seu amor para nós espectadores. Uma das coisas que mais esperei para ver foi o romance e o final. E gente, desceu uma lágrima nos últimos minutos do episódio final.
Eu gostei muito da série e dei cinco estrelas no aplicativo TVShow Time (se vocês tiverem conta por lá, me sigam e vamos conversar: thainach). Recomendo a série tanto para fãs do King como para todos no geral. Deixando claro: não é terror! Mas, garanto que você irá se emocionar e ficar muito apreensivo durante os episódios. Vale muito a pena!
Me digam se assistiram ou se pretendem assistir. Vamos trocar opiniões e indicações de séries! Um beijo e até a próxima.

2 comentários:

  1. Amo james Franco e já quero ler o livro e posteriormente assistir. Adorei a resenha
    www.charme-se.com

    ResponderExcluir

 
Copyright 2017 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido com
por Lory Design