4 de agosto de 2015

Resenha: "Frankenstein" - Mary Shelley

"Frankenstein" - Mary Shelley. Editora: L&PM Pocket. Ano: 2009. Minha classificação: ★★★★

SOBRE O LIVRO
 "Frankenstein" é um clássico romance escrito pela autora Mary Shelley. Foi escrito durante a estada da escritora e do seu marido (também escritor) na mansão de um amigo, onde todos decidiram escrever uma história de horror e julgar qual seria a melhor. Mary foi a unica que chegou a finalizar a história, sendo depois, muito reconhecida por sua obra maravilhosa e cheia de horror, se tornando um clássico.
 A narração é feita através de três personagens: Robert Walton, o capitão do navio que se comunicará através de cartas com sua irmã, Dr. Frankenstein, que contará como tudo aconteceu ao capitão, e o monstro, que falará para seu criador sobre como foi sua vida.
 Robert Walton, decide navegar à procura de uma descoberta. Recruta homens, e sai de navio atrás de seu sonho, sempre relatando cada passo e cada detalhe através de cartas que envia para a irmã. Um dia, ao ter seu navio cercado por gelo, algo estranho aconteceu: seus homens, que estavam em alerta e parados por causa da quantidade de gelo, avistaram na parte plana uma carruagem sendo puxada por cães e guiada por um homem grande, chegando a ter um tamanho monstruoso. Não se preocuparam com isso, apenas ficaram espantados em como um homem poderia ser tão grande. Logo depois, ao fixarem o olhar no mar, viram ao lado do navio um homem em uma carruagem, com alguns cães já mortos boiando sob o mar. Resgataram o homem, que por pouco, não morreu no mar. 
 O capitão Walton, que se sentia sozinho e que ansiava por um amigo, com o tempo foi compartilhando uma amizade com este desconhecido. O desconhecido, alegre e amistoso, teve uma boa relação com todos os homens do navio, sempre simpático com todos. Mas depois de um grande surto de alegria, vinha a tristeza, e ele dizia para o capitão que um dia lhe contaria a sua história, e então ele entenderia o porquê de sua tristeza.
 O desconhecido começou a ficar doente, e decidido, disse ao capitão que tinha chegado a hora de saber sobre ele. Se apresentando como Victor Frankenstein, o desconhecido começou sua história e contou cada detalhe de sua vida, desde a sua infância até o momento que foi socorrido pelos tripulantes do navio.
 Victor Frankenstein começa lhe contando sobre sua infância, como seus pais se conheceram, aonde e como foi criado, como foi a chegada de sua meia-irmã e de seus outros dois irmãos. Prossegue falando de seu forte amor por sua irmã, da descoberta de seu amor pela ciência e de como foi a reação de seu pai ao saber sobre sua escolha para a faculdade. Ele conta tudo. Com todos os detalhes.
 Ao ir para a faculdade, Victor encontra algo. Algo que nenhuma outra pessoa encontrou ou imaginaria encontrar. E com esta descoberta, decidi criar uma nova vida, mas não do jeito normal, e sim montando uma própria vida. Foi então, que Victor começou a desenterrar corpos, e com as partes que tirava foi construindo seu próprio monstro. Uma vida que seria grato a ele, e somente à ele. Uma vida que idolatraria ele como seu Deus.
 Seu sentimento ao ver sua criação acordada foi diferente do que imaginara. Victor se sentiu com medo e apavorado por ter criado aquela monstruosidade. Correu, se afastando o máximo possível da aberração, desejando nunca mais ter que vê-la em sua frente, ou até melhor, que de alguma maneira a morte a atingisse. 

 MINHA OPINIÃO
 Eu poderia falar sobre este livro e esta história incrível durante horas e horas. Tive que me segurar para não prolongar o que eu escrevia sobre ela e não dar algum spoiler. É meio impossível relatar sobre a história sem deixar escapar algum detalhe ou alguma informação importante, por isso parei antes que falasse coisas demais. O resto, tanto quanto o que aconteceu com o Victor como sobre o que se trata a narração do monstro, é legal descobrir por si mesmo.
 A leitura desta obra passa uma sensação maravilhosa. Você se divide e não sabe em qual personagem acreditar e ficar ao lado. Você se apaixona pelo monstro e por sua necessidade de ser amado, às vezes, até rolando um pouco de reconhecimento pela sua causa. 
 É um clássico obrigatório pra todo fã de horror, e pra todos que gostam de ler. Não é algo que lhe transmitirá medo e nem aflição. Te fará pensar em muitas coisas, e até te fará em repensar certas atitudes.
 Eu adorei a leitura! Eu adoro o monstro do Frankenstein e tenho uma certa admiração por ele, então foi ótimo ter essa sensação com o clássico, até mesmo pra saber mais sobre o personagem e sobre sua criação. Mesmo tendo vários filmes que envolvem este monstro, é sempre bom beber da fonte.
 Me digam o que acharam do livro e se pretendem lê-lo. Venham dividir suas emoções e impressões comigo, irei adorar! E me acompanhe através da nossa página no Facebook.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright 2017 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido com
por Lory Design